Dicas e artigos  >  O João-de-Barro faz parte da história do bloco cerâmico

O João-de-Barro faz parte da história do bloco cerâmico

textos
textos

   Quando dizemos que a Cerâmica é “sustentável por natureza” não é apenas força de expressão. Basta observar a casinha do João-de-Barro, que até hoje intriga os cientistas por sua beleza, funcionalidade e engenhosidade. Com certeza a humanidade aprendeu com a natureza como fazer o tijolo, telha e laje de cerâmica que hoje utilizamos para construir nossas casas.

   O ninho desse pássaro tão conhecido por nós brasileiros é construído pelo macho e pela fêmea, que se empenham juntos nessa tarefa por duas intensas semanas.

  Com cerca de trinta centímetros de diâmetro a casinha é erguida habilmente pelo casal, que enrola, com o bico e os pés, as bolinhas de barro misturado com palha e matéria orgânica. Com muitas idas e vindas, eles constroem as paredes, que têm de cinco a seis centímetros de espessura.

   O que poucos sabem, é que a casa do João-de-barro tem dois cômodos, o segundo, mais interno, é forrado com penas para acolher os ovos e os filhotes. Nessa morada segura e acolhedora serão criadas até quatro ninhadas, durante aproximadamente um ano.

   Depois o casal abandona o ninho para construir um novo, em outro lugar, deixando para trás essa pequena joia de cerâmica feita pela natureza!